Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

A avaliação dos professores é um princípio que o PSD defende intransigentemente.

 
Só que o modelo em vigor assenta em princípios inadequados e injustos e num esquema de tal forma burocrático e complexo que está a criar uma enorme perturbação nas escolas e a desfocar os professores da sua função essencial.
 
O Governo impôs um processo que tem dado origem a um clima de tensão e crispação entre todos os intervenientes, que está a prejudicar o sistema educativo.
 
A teimosia com que tem tratado esta questão está a afectar seriamente o que é essencial para a qualidade do ensino – a motivação dos professores.
 
Por isso, o PSD defende a suspensão imediata deste modelo de avaliação.
 
Entendemos que, desde já, se deve começar a trabalhar num novo modelo de avaliação, sério e eficaz, assente fundamentalmente em três vectores:
 
  • A avaliação tem de ser externa, retirando das escolas e dos docentes a carga burocrática e conflitual que os desviam da sua função primordial que é ensinar.
  • A avaliação tem de procurar a efectiva valorização do mérito e da excelência, devendo por isso pôr-se fim às quotas administrativas criadas por este Governo.
  • E igualmente se deve acabar com a divisão da carreira docente, iníqua e geradora de injustiças, entre professores titulares e professores que acabam por ser classificados de segunda.
 
Insistir no actual modelo é pura perda de tempo.
 
Os professores não são justa e verdadeiramente avaliados e principalmente, os alunos e as suas famílias, estão a ser prejudicados com o clima de intranquilidade que se vive nas escolas.
 
 
Lisboa, 7 de Novembro de 2008


publicado por GP/PSD às 16:05 | link do post | comentar

2 comentários:
De Pedro Nunes a 7 de Novembro de 2008 às 21:32
É com agrado que vejo o P.S.D. tomar posição sobre a avaliação de professores e espero que quando a Ministra for ao Parlamento explicar o que está a acontecer nas escolas e afirmar como o tem feito "de que tudo está a decorrer normalmente", isso não é verdade, basta ver a lista das escolas que suspenderam e outras em que estão a decorrer os abaixo-assinados, para perceber que é falsa essa afirmação.
O que falta, em todo estas Reformas Educativas é que os seus autores nunca vão ao terreno contactar com as pessoas.


De Vitor Antunes a 7 de Novembro de 2008 às 23:43
Boa noite,



Começo por dar os parabéns à Dra. Ferreira Leite pela coragem desta declaração, foi tarde mas percebeu que esta "educação" do Ps é só show-off e marketing publicitário aliado à venda em massa de magalhães .

Agora o que me leva a comentar é que fiquei esta noite estarrecido com a democracia em Portugal (ou o princípio de que começa a haver falta dela) não sei se se aperceberam, logo a seguir ás declarações da Dra. Ferreira Leite todos os jornais on-line destacavam essa notícia, é natural que com o passar das horas a notícia passe para segundo plano, agora o que não é natural é a notícia desaparecer pura e simplesmente (exemplo Jornal de Notícias jn.sapo.pt ) neste momento ainda existe no Jornal Sol vamos ver quanto tempo o "engenheiro" vai demorar a telefonar para lá para retirarem a notícia.

Cumprimentos,

Vítor Antunes


Comentar post

Temas

100% aprovações

apresentações

avaliação das escolas

avaliação: notas dos alunos

clipping

contributos

custos com retenções

debate

declaração

estatuto do aluno

facilidade dos exames

facilitismo

fim do exame de filosofia

opinião

perguntas

provas globais

rankings

resultados sem comparabilidade

todas as tags

Posts recentes

Pedro Duarte interpela a ...

Escolas estão a aplicar d...

PSD pede apreciação parla...

Ministra no Parlamento se...

Ministra da Educação diz ...

Ministério afirma que sem...

Ministério não considerou...

PSD confrontada Ministra ...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

links
.